Licenciamento de Propriedade Intelectual: dicas essenciais

Essencial no mundo empresarial contemporâneo, o licenciamento de propriedade intelectual é, sem dúvida, uma prática que impulsiona a expansão de negócios e estimula a evolução tecnológica. Veja como fazer isso de maneira segura.

Licenciamento de Propriedade Intelectual

Já percebeu como o mundo está cada vez mais exigente em relação à inovação e à criatividade? Isso fica muito claro no dia a dia das pessoas e no mundo dos negócios. Por isso, o licenciamento de propriedade intelectual surge como uma ferramenta estratégica, não só para monetizar criações únicas, como também fazê-las chegarem muito além do que se pensa. 

Seja você um escritor, um inventor ou uma empresa famosa, esse importante passo para a expansão da sua ideia certamente vai exigir conhecimento especializado e um plano estratégico sólido. Ou seja, quanto mais informação, melhor.

Neste post, vamos apresentar orientações essenciais para navegar com sucesso pelo processo de licenciamento de propriedade intelectual. E, como sempre, nosso objetivo é mostrar didaticamente o que pode ou deve ser feito para que você atinja o objetivo de maneira segura.

Portanto, vamos partir do início, explicando o conceito de propriedade intelectual.

O que é propriedade intelectual?

A propriedade intelectual é um conceito que engloba os direitos legais conferidos a indivíduos ou entidades sobre criações da mente, sejam elas inovações tecnológicas, obras artísticas, marcas comerciais ou segredos industriais. 

É uma expressão ampla que protege e incentiva a criatividade e a inovação, assegurando que os detentores desses direitos tenham o controle e a possibilidade de monetização de suas criações – uma das formas de alcançar isso é com o licenciamento de propriedade intelectual.

O universo da propriedade intelectual se divide em 3 áreas específicas:

  • Direitos Autorais
    Os direitos autorais conferem proteção a criações artísticas, literárias e culturais, assegurando aos criadores o controle sobre a reprodução, distribuição e adaptação de suas obras. Exemplos comuns de obras protegidas por direitos autorais – e passíveis de licenciamento de propriedade intelectual – são livros, músicas, filmes, pinturas, esculturas, fotografias e softwares.
  • Propriedade Industrial
    A propriedade industrial diz respeito a criações relacionadas ao setor empresarial e comercial. Isso inclui marcas, patentes, desenhos industriais e indicações geográficas – costumeiramente envolvidos em licenciamento de propriedade intelectual.
  • Proteção Sui Generis
    A proteção sui generis refere-se a regimes de proteção específicos que não se encaixam diretamente em direitos autorais ou propriedade industrial. Um exemplo notável é a proteção de variedades vegetais, onde novas espécies de plantas desenvolvidas por cruzamento ou modificação genética podem ser registradas para proteção contra uso não autorizado. O licenciamento de propriedade intelectual também é uma prerrogativa do titular deste registro.

Como funciona o licenciamento de propriedade intelectual?

O licenciamento de propriedade intelectual é um processo pelo qual o titular dos direitos autoriza terceiros a utilizar, comercializar ou explorar suas criações protegidas. Essa prática cria um ambiente propício para a colaboração entre diferentes empresas e setores, promovendo a disseminação do conhecimento e impulsionando o progresso tecnológico.

No entanto, antes de pensar em licenciamento de propriedade intelectual é importante garantir a titularidade legal sobre ela, com a proteção concedida pelos órgãos governamentais e seus direitos exclusivos para uso e exploração. 

Por exemplo, quem pensa em expandir a marca de um produto ou serviço por meio do licenciamento de propriedade industrial deve solicitar o registro de marca ou patente ao INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial. 

O registro também é recomendado para o licenciamento de direitos autorais (neste caso, o pedido é feito à Biblioteca Nacional) e para a proteção sui generis (INPI para circuitos integrados ou Serviço Nacional de Proteção de Cultivares, para negócios relacionados a novas espécies de plantas).

A partir daí, o licenciamento de propriedade intelectual é mais seguro do ponto de vista legal. As partes envolvidas estabelecem acordos que definem termos e condições sob os quais essa propriedade intelectual será utilizada. 

Esses acordos podem abranger aspectos como royalties, prazos, territórios de atuação e direitos exclusivos. O licenciamento de propriedade intelectual, portanto, funciona como um mecanismo de compartilhamento controlado de conhecimento, permitindo que inovações alcancem mercados mais amplos. Em outras palavras, é uma forma de expandir seu negócio.

Propriedade intelectual: o que pode ser licenciado? 

Levando em consideração as áreas de direitos autorais, propriedade industrial e proteção sui generis, é possível fazer o licenciamento de propriedade intelectual de acordo com o que estabelecerem as partes envolvidas.

Para que fique mais claro, veja algumas criações e inovações que podem ser licenciadas:

Direitos Autorais 

  • Obras literárias: livros, artigos, poemas, romances;
  • Obras musicais: músicas, letras, composições;
  • Obras audiovisuais: filmes, vídeos, documentários;
  • Obras artísticas: pinturas, esculturas, fotografias;
  • Software: aplicações de computador, aplicativos móveis;
  • Obras teatrais: peças teatrais, roteiros.

Propriedade Industrial

  • Marcas: logotipos, nomes comerciais, slogans;
  • Patentes: invenções, processos técnicos;
  • Desenhos industriais: design de produtos, objetos tridimensionais;
  • Indicações geográficas: nomes de lugares associados a produtos.

Proteção Sui Generis

  • Variedades vegetais: novas espécies ou variedades de plantas;
  • Bancos de dados: compilações de dados;
  • Conhecimentos tradicionais: saberes coletivos de comunidades indígenas ou locais.

A importância do licenciamento na inovação e competitividade

O licenciamento de propriedade intelectual desempenha um papel crucial na promoção da inovação e na expansão dos negócios e dos países, em geral. Ao licenciar suas criações, pessoas e organizações podem se concentrar em suas competências principais, enquanto outras empresas se beneficiam da expertise e tecnologia desenvolvidas, acelerando a introdução de novos produtos e serviços no mercado.

Além disso, o licenciamento de propriedade intelectual pode ser uma estratégia valiosa para a expansão geográfica. Quando uma empresa opta por licenciar suas inovações para parceiros em diferentes regiões, ela pode alavancar o conhecimento local e os recursos desses parceiros para atingir novos mercados de forma eficiente.

Dicas de como fazer o licenciamento de propriedade intelectual

Quando se pensa em fazer o licenciamento de propriedade intelectual alguns passos são obrigatórios. O titular dos direitos – que pode ser um indivíduo, empresa ou organização – identifica as criações que deseja licenciar, define os termos, incluindo escopo de uso, território, duração e taxas de royalties, se aplicável. 

O próximo passo envolve a negociação e formalização de um contrato de licenciamento com a parte interessada em utilizar a propriedade intelectual. Uma vez acordados os termos, o titular concede permissão legal para o uso específico da criação, mantendo o controle e a titularidade dos direitos. 

No entanto, vale deixar aqui uma recomendação essencial. Para concluir o processo de licenciamento de propriedade intelectual com sucesso é preciso ter conhecimento aprofundado das leis, regulamentos e práticas específicas em cada tipo de proteção. É aqui que entra a importância de contar com o suporte de uma empresa especializada em licenciamento de propriedade intelectual.

A VILAGE Marcas e Patentes têm expertise em registro e licenciamento de propriedade intelectual e orienta os titulares de direitos ao longo de todo o processo. Desde a avaliação das criações e determinação do potencial de licenciamento até a elaboração de contratos detalhados e estratégias de negociação, profissionais experientes ajudam a assegurar que os interesses do titular sejam protegidos de maneira eficaz. 

Se você pensa em algum tipo de licenciamento de propriedade intelectual, não abra mão da segurança jurídica e da tranquilidade. Com mais de 25 mil clientes satisfeitos no Brasil e no exterior, a VILAGE disponibiliza o conhecimento técnico e a experiência comprovada nos últimos 37 anos.  Gostou? Então, entre em contato conosco pelo WhatsApp 0800 703 9009 ou nos envie uma mensagem.

Artigos Relacionados

Marca notoriamente conhecida: um olhar sobre o poder do r...

Ver Publicação
Selo de indicação geográfica

Como o selo de indicação geográfica valoriza produtos nac...

Ver Publicação