Blog

Indenização bilionária! Apple é condenada a pagar mais que um Neymar por quebra de patente

A Apple foi condenada por uma corte dos EUA a pagar uma indenização de mais de US$ 502 milhões (aproximadamente R$ 1,7 bilhão, mais que o valor do craque Neymar no PSG) referente a um processo de quase dez anos sobre patentes que a empresa supostamente quebrou. Recentemente, a Apple entrou em acordo com outra companhia pelo mesmo problema, mas não informou o valor da indenização.

O Grande Juri do estado do Texas, nos EUA, condenou a Apple a pagar o valor total de US$ 502,6 milhões à VirnetX Holding Corp, empresa que basicamente fatura conseguindo patentes de tecnologia voltadas à criação de redes privadas e as licenciando.A acusação é que a Apple havia utilizado quatro patentes da companhia nos serviços Facetime, VPN On Demand e iMessage.

Os processos envolvendo cada uma das patentes foram movidos em 2010, com o veredito saindo em 2016, condenando a Apple a pagar US$ 625,6 milhões por duas ações judiciais. O veredito foi cancelado após outro juiz ter considerado que unir as duas ações em só um julgamento confundiu os jurados e foi injusto com a Apple.

Em outubro de 2017, outro juiz deu ganho de causa à VirtnetX, com indenização de US$ 439,7 milhões. Agora, o julgamento foi finalizado e a Apple saiu perdedora novamente.

Porém, existe uma esperança para a bilionária empresa, já que, em 2016, o órgão responsável do governo americano invalidou as patentes reclamadas pela VirtnetX, abrindo uma brecha para a Apple recorrer à condenação.

Até o momento, a empresa não se pronunciou sobre o assunto.

Fonte (texto e imagem): Tudocelular.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias
Arquivos
Últimas notícias