Blog

ABES contestará retaliação cruzada citando exportação nacional de software

Associação que representa setor no Brasil concorda com retaliação, mas cita possível queda na exportação de programas brasileiros para os EUA.

A Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes) se posicionará de maneira contrária à retaliação cruzada que a Câmera de Comércio Exterior (Camex) anunciou no começo da semana envolvendo direitos autorais pertencentes a empresas norte-americanas.

Ainda que concorde com a retaliação, o presidente da Abes, José Curcelli, afirmou que a entidade se posicionará contra pelo impacto que a iniciativa poderia ter no mercado de software nacional.

Segundo ele, as medidas protecionistas diminuiriam a exportação de softwares brasileiros para os Estados Unidos em médio prazo e significariam aumento nos preços para consumidores finais, o que “atrasaria a atualização tecnológica do País”.

A Abes enviou comunicado para seus associados pedindo contribuições para o documento que deve ser enviado à Camex durante os vinte dias em que a consulta pública será mantida aberta.

A postura da associação tem três medidas das 21 listadas pela Camex como foco: as de número 16, 20 e 21, que, juntas, implicariam em aumento de preços e burocratização na compra e venda de programas estrangeiros, segundo Curcelli.

“Elaboramos pra cada uma das três medidas um roteiro explicando o que ela quer dizer, o por quê escolhemos e qual o potencial de impacto que esta medida pode trazer ao setor caso aplicada”, explica.

“Criamos a marca (Brasil IT+) para promover a exportação de softwares para os Estados Unidos. Todo esse esforço pode ter resultados ruins, dado que o outro lado também provavelmente também vai aplicar alguma sanção”, afirma Curcelli.

Dados da Abes indicam que a exportação de softwares brasileiros totalizou 3 bilhões de dólares para o mundo todo em 2009. A estimativa da entidade é que o número chegue a 5 bilhões de dólares em 2010.

Fonte: IDG NOW!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias
Arquivos
Últimas notícias