Blog VILAGE

Quanto custa ter sua marca proibida de atuar no mercado?

Um levantamento recente realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), indicou que três em cada quatro pequenos negócios no Brasil têm um nome fantasia. A pesquisa “Registro da Marca nos Pequenos Negócios” foi realizada com mais de quatro mil empresários e apontou que grande parte das pequenas empresas tem um logotipo próprio.

No entanto, a pesquisa tem resultados preocupantes:

  • 84% das microempresas (ME) utiliza nome fantasia.
  • 68% dos microempreendedores individuais (MEI) também adotam nome fantasia.
  • 83% das Empresas de Pequeno Porte (EPP) seguem a mesma prática.
  • 59% das empresas entrevistadas trabalham com um logotipo próprio.
  • Apenas 34% dos entrevistados buscou informações sobre o registro da própria marca.
  • Destes, 81% ainda não fizeram seus pedidos de regularização do uso da marca.
  • O motivo: nunca precisaram (52%); nunca pensaram nisso (37%); não sabiam que precisava registrar (25%); não sabem como fazer (24%); os custos do INPI são altos (14%), entre outros.
  • E somente 19% dos pequenos negócios procuraram registrar sua marca.


O que isso significa? Em outras palavras, que muitos empreendedores podem perder o investimento de toda uma vida. Não é exagero! Além de proteger a identidade da empresa no mercado, este registro representa segurança financeira para empresas de todos os portes, principalmente pequenos negócios.

Não suma do mercado

Imagine este cenário: depois de escolher o nome com cuidado, investir em comunicação, fachada e tudo mais que poderia divulgar o seu negócio, você recebe uma notificação informando que sua marca está proibida de atuar no mercado. Parece um pesadelo, mas essa é a realidade de muitas empresas que desapareceram porque não investiram neste registro.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 60% das empresas fecham as portas nos primeiros cinco anos de atuação e um dos motivos está justamente no impedimento legal do uso. Basta existir uma empresa com nome igual ou semelhante para ter sua marca proibida de atuar no mercado. As perdas financeiras muitas vezes são incalculáveis e podem levar ao encerramento definitivo das atividades do seu negócio.

Além do risco de ser impedido de utilizar a própria marca, você pode ainda ser processado por uso indevido e ter de pagar uma indenização. Acredite, isso não tem preço. Registrar sua marca é investimento!

Não corra este risco

Obter a exclusividade da sua marca  é  a melhor formade proteger o seu negócio. Se você já é um empresário, possui uma marca e não cuidou do registro dela ainda; ou se ainda está planejando o seu futuro negócio e quer assegurar a sua marca e o seu investimento, a VILAGE tem profissionais especializados para orientá-lo no que for preciso.

Clique aqui para saber mais sobre como o Registro de Marca pode garantir à sua empresa o uso exclusivo em seu ramo de atividade, protegendo o nome de plágios e concorrência desleal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Categorias